Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo no ‘Ciro de Oliveira Contador de Histórias’

Categoria: Geral | Publicado: quinta-feira, fevereiro 27, 2020 as 13:13 | Voltar

Campo Grande (MS) - Matéria especial sobre a história do Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo foi ao ar nesta quarta-feira (26), no quadro ‘Ciro de Oliveira Contador de Histórias’, do programa Balanço Geral na TVMS- Record TV.

Unindo jornalismo, história e arquitetura, o jornalista Ciro de Oliveira, com os registros do repórter cinematográfico, Maurício Souza, teve a missão de contar e reviver momentos históricos de eventos memoráveis em que esteve presente, desde a sua inauguração.

Na oportunidade, o jornalista entrevistou Germano Barros de Souza Filho, filho do médico, poeta e escritor Germano Barros de Souza, que cedeu o nome ao anfiteatro de 196 lugares. Nascido no Piauí em 12 de janeiro de 1.918, Germano constituiu família em Campo Grande e ganhou fama como exímio sonetista. Um dos membros fundador da Academia de Letras e História de Campo Grande, atual Academia Sul-mato-grossense de Letras, também foi colaborador efetivo do jornal Correio do Estado e do Suplemento Literário da Academia de Letras.

 

Germano lembra que além do verde e do branco, a bandeira tinha no lugar do azul, a cor marrom-ocre (pigmento terroso que varia entre tons de amarelo e marrom-amarelado).

O espaço já recebeu inúmeros eventos de negócios, shows, espetáculos, congressos, simpósios e palestras com especialistas de renomes nacional e internacional. Há 25 anos, um importante equipamento para a indústria do Turismo e consequentemente para o crescimento da economia. O espaço contribuiu para que Mato Grosso do Sul tornasse um centro de negócios e eventos.

O Centro de Convenções ocupa, sem dúvidas, um lugar especial na história da capital sul-mato-grossense e do estado. Sua edificação que mantém arquitetura original  está localizado em uma das maiores reservas ecológicas e urbanas do Centro-Oeste, em meio ao mosaico de belezas naturais.

Confira o vídeo: https://bit.ly/2PwuQkn

Fundação

Fundado em 24 de maio de 1994 (Decreto nº7.804), o Centro de Convenções – ainda conhecido como Palácio Popular da Cultura, passou a chamar em 14 de dezembro de 2000 (Lei nº2191/2000) Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, em homenagem póstuma ao arquiteto criador da obra.

Raquel dos Passos, Assessoria de Imprensa do Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo

Publicado por: rpassos@fundtur

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.